Associação 64/68 Anistia
<< Voltar

ANISTIA 64/68 VAI INAUGURAR BIBLIOTECA JESUS SOARES PEREIRA

Cearense de Assaré, Jesus Soares Pereira, sociólogo e estudioso de temas sócio-econômicos, foi um dos pioneiros do Conselho Nacional de Petróleo no governo Getúlio Vargas. Ainda no governo Vargas, foi o principal articulador da lei que criou a Petrobras. Assessorou também o presidente João Goulart e foi diretor da Companhia Siderúrgica Nacional. Com o golpe de 1964 teve seu nome incluído na primeira lista de cassações e suspensões de direitos políticos (100 pessoas, entre as quais o próprio João Goulart). Exilou-se no Chile. Cinco anos depois retornou ao Brasil e faleceu em 1974, cinco anos antes da lei da Anistia.
A Associação Anistia 64/68 Ceará vai inaugurar – em data ainda a ser definida – a Biblioteca Jesus Soares Pereira, formada pelos livros já existentes na entidade somados à parte do acervo bibliográfico do jornalista Paulo Verlaine Coelho (cerca de 2.000 volumes doados por ele à associação). Há apelo da diretoria aos associados em favor da doação de mais livros à biblioteca. Trata-se da primeira homenagem pública prestada no Ceará ao cearense (de Assaré) Jesus Soares Pereira, sociólogo, já falecido, integrante da Assessoria Econômica do presidente Getúlio Vargas e o principal responsável pela lei que criou a Petrobras.
Com sede provisória no Contêiner Art Mall, na rua Ieda Pereira, nº 534,Parque Manibura, a Associação Anistia 64/68 pretende, após trabalho de catalogação e informatização, colocar o acervo da Biblioteca Jesus Soares Pereira à disposição do público. Criada para defender direitos das pessoas perseguidas pela ditadura militar, a associação luta ainda pela preservação da memória dos chamados “anos de chumbo”.
JESUS SOARES PEREIRA
Jesus Soares Pereira, cearense de Assaré, nascido em 1910, foi um dos fundadores do Conselho Nacional de Petróleo. Segundo o Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da Fundação Getúlio Vargas (FGV): "Foi a figura mais destacada da assessoria econômica (governo Getúlio Vargas) na preparação do Projeto nº 1.516, que autorizava a criação da Petrobrás".
No governo João Goulart foi diretor da Companhia Siderúrgica Nacional. Com o golpe militar de 1964, sem ser acusado de nada, teve seu nome incluído na primeira lista de cassações do regime que derrubou o presidente João Goulart. Foram 100 nomes incluídos nessa lista, entre as quais o próprio João Goulart, Leonel Brizola, Miguel Arraes e o líder comunista Luiz Carlos Prestes.
Impedido de trabalhar no Brasil, Jesus Soares Pereira exilou-se em Santiago do Chile onde dirigiu até 1968 o Departamento de Recursos Naturais e Energia da Comissão Econômica para a América Latina (Cepal), órgão vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU). Voltou ao Brasil em 1969 e faleceu em 1974, cinco anos antes da decretação da Anistia.